Honda Goldwing: o Airbag

A Goldwing foi a primeira moto, e até agora a única, a ter airbag como sistema de segurança. Este tem um funcionamento muito específico para o uso em motos.

120622_Honda_Goldwing_AirBag_0.jpg

 

Quando a Honda decidiu desenvolver um sistema de airbag para moto, fê-lo com base em vários estudos de forma a que este sistema fosse sempre eficaz num veículo com muito mais variantes que um automóvel. Para começar os engenheiros que estiveram ligados a este projecto analisaram inúmeros estudos de acidentes com motos e concluíram que a grande maioria envolve o embate com outros elementos. Deste estudo soube-se que 68% dos acidentes com feridos ou fatalidade provinham de choques frontais e que esses ferimentos eram provocados em 71% com obstáculos na estrada e 25% com impacto com outros automóveis.

 
 
Depois desta conclusões a Honda desenvolveu um sistema que actua-se em situações de colisão e fosse eficaz nesse tipo de acidentes. Para tal o saco de ar tem um formato próprio e quando accionado fixa-se à moto de forma a manter sempre em posição de amortecer o empacto. Uma moto pode encontrar um grande variedade de situações de impacto e as consequências variam dependendo do angulo da colisão. Para investigar a fundo todas estas variantes a Honda usou um "test dummie" especial para satisfazer o rigorosos critérios dos estudos.

 
 
O resultado de todo este trabalho é um airbag de grande volume e com um formato em forma de "V", que garante o aumento de estabilidade com o impacto do motociclista reduzindo a velocidade deste. Este sistema está projectado para dispara apenas em colisões frontais com uma determinada força de desaceleração. No caso de queda, embate traseiro ou lateral o airbag deverá ficar inativo. Para tal existem sensores de impacto que monitorizam as desacelerações e uma unidade central de gestão que decide quando é altura de fazer o airbag funcionar.

Confesso que senti uma sensação extra de segurança em saber que este sistema estava ali na minha frente para o que desse e viesse, mas pela primeira vez tive um sistema de segurança numa moto que não me atrevi a explorar... e vou continuar a não querer.

Publicado em 2012-06-22 17:06:00