Honda CB500X, o teste

A linha CB500 que a anda apresentou para este ano está constituída por três modelos distintos com a mesma base mecânica. A CB500X que fomos testa no apresentação mundial nos arredores de Barcelona, é a versão mais "fora da caixa", uma "crossover" que esgrime excelentes qualidades.

130510_Honda_CB500X_ph_32.jpg

Texto: Marcos Leal

Depois de terem sido apresentadas as duas versões mais "estradistas" da CB500, a F já testada por nós (aqui) e a R, chegou agora a altura do modelo menos convencional, a CB500X, que segue a linhagem "crossover" da Honda. É esta a versão que a Honda espera ter como maior sucesso de vendas entre as três "quinhentos", actualmente liderada pela "F" que já esgotou a produção programada. As perspectivas são por isso muito boas, até porque esta CB500X mostrou excelentes qualidades ao longo do dia de testes da apresentação internacional.
 

Características
Preço: 6099 €
Cilindrada: 471 cc
Potência: 48 cv
Peso: 195 kg
 
Destaques
Depósito de combustível de 17,3 litros
ABS de série, bastante eficaz
Agilidade e segurança da
Motor suave e consumos baixos

Galeria de imagens


A CB500X partilha com as suas duas irmãs todos os elementos mecânicos, diferindo apenas na escolha da forquilha dianteira que tem mais 20 mm de curso que as outras duas. A imagem que a Honda tem neste modelo é o de uma moto mais aventureira, com uma posição de condução mais alta e as características típicas das grandes trail feitas para explorar as amplas paragens do continente africano. Mas das trail só tem mesmo a imagem que é o que realmente a maioria dos clientes procura. Tudo o resto está pensado para o uso em estrada, e ainda bem, porque aí a CB500X é terrivelmente eficaz, divertida e fácil de utilizar.

A facilidade de utilização é mesmo um ponto essencial nesta moto que procura ser uma solução para quem está a dar o passo de entrada no mundo das "motos grandes" vindo das 125 cc. Basta sentarmo-nos nela e sentir a leveza que tem e a facilidade com que se chega com os pés ao chão. É de facto uma moto que nos transmite confiança, mesmo antes de começarmos a rodar com ela. Assim que arrancamos somos envolvidos por uma sensação redobrada de confiança, é tudo tão intuitivo que parece que a CB500X é a nossa companhia de dia-a-dia há muito tempo. Mas acabamos de arrancar.

O motor de 471 cc, 48 cv e 43 Nm, já nos é conhecido do teste que fizemos à versão "F", e na "X" não tem nada de novo e ainda bem. É um motor muito suave, praticamente sem vibrações, com uma resposta muito franca, sempre vivo, mas sem ser avassalador. O ideal para ser explorado sem sobressaltos por todo o tipo de utilizadores. Neste contacto, como no teste da CB500F, mostrou-se sempre suficiente, se bem que os mais experientes poderão sentir a falta de um pico de potência na zona mais alta do conta-rotações. Para a grande maioria do "público", o que o bicilíndrico oferece chega e sobra, e agradece-se muito o nível de consumos que se consegue obter, abaixo dos 4 lt/100 km.
 

ABS de série no sistema de travagem garante elevado nível de segurança.
O tacto da unidade dianteira é progressivo e potente quanto basta.
O assento possui um desenho muito ergonómico e a espuma certa para oferecer um nível de conforto ao das "irmãs" O motor biclindrico das CB500 é totalmente novo, com um funciomento muito suave, sem vibrações, divertido e bastante económico.


A posição de condução é muito confortável e natural, com os braços levemente abertos e sobre-elevados, e o tronco direito. A posição tem o compromisso certo para a utilização em estrada, dando um bom tacto e domínio da direcção. A pequena carenagem frontal com ecrã regulável em 40 mm na altura garante alguma protecção aerodinâmica, que permite que rodemos confortavelmente mesmo acima dos limites de velocidade. O assento tem um desenho diferente do das suas "irmã" e mostra-se mais amplo e com um melhor apoio. Este incremente de conforto estende-se a passageiro. A suspensão dianteira oferece uma resposta mais sã que a da "F", talvez pelos 20 mm extra de curso e, curiosamente, o amortecedor traseiro, que é igual, também evidenciou um trabalhar mais suave... ou isso ou as estradas em Espanha estão melhores que as nacionais.

Ao contrário das outras CB500, que são vendidas com o ABS como opcional, na "X" só temos a opção com ABS. O custo monetário que este elemento tem nas outras duas justifica claramente a sua compra, pelo que o facto de ser de série na "X" não nos choca minimamente. Até porque o sistema funciona muito bem e mal se sente a sua actuação quando é solicitado. É muito suave e torna-se num claro auxiliar nas travagem de emergência. O sistema de travagem da CB500X é convencional, sem conjugações entre os trem dianteiro e traseiro, mas são ambos suficientes em potência e excelentes na progressividade.

A CB500X irá estar disponível para venda já no início de Junho, e o seu preço é de 6099 €. Este valor coloca-a muito próxima da versão sem ABS da NC700X, um modelo com mais motor e um prático espaço de arrumação no local do depósito de combustível. Conhecendo as duas diria que para quem tem pouca experiência de condução ou procura uma moto mais "despreocupada" a leveza e facilidade de utilização da CB500X fazem dela uma vencedora. Para pessoas com alguma experiência de condução de motos, então o motor um pouco mais "cheio" e tacto mais pesado da NC700X poderão ser de considerar. No campo do divertimento e eficácia quer em estrada com em cidade a CB500X convenceu-nos plenamente, e corroboramos a opinião da Honda de que esta será a versão com maior sucesso.


COMPORTAMENTO

Com uma ciclística neutra, muito eficaz e fácil de levar, a Honda CB500X é uma moto que pode ser explorada numa condução mais empenha, mesmo por utilizadores pouco experientes. O seu comportamento ágil, neutro e seguro, gera uma boa dose de confiança.

Ler mais

 


Publicado em 2013-05-13 11:05:00