BMW F800GT, conforto

No que respeita a conforto a BMW F800GT agrada bastante, cumprindo muito bem com todas as exigências que se possam fazer a uma moto de média cilindrada utilitária com pretensões a Grande Turística. A verdade é que embora de dimensões contidas esta GT permite fazer-nos à estrada com bastante à-vontade, envoltos numa aura de pleno bem estar.



Senão vejamos. A unidade testada vinha equipada com vários extras, e começo desde já por destacar a regulação eletrónica de suspensões. O ESA permite na pequena GT definir em três nível a firmeza de actuação das suspensões, Conforto, Normal e Sport. Cada uma equivale aos óbvios níveis de firmeza, com o Conforto a mostrar-se muito macio para rolar, mas a deixar a suspensão esgotar nas solicitações mais intensas. No nível Sport ganha-se um tacto muito directo na forma como a moto reage as nossas solicitações e às impostas pelo terreno. De destacar que neste nível a moto nunca se torna desconfortável. Umas das vantagens que sempre senti nos modelo equipados com ESA, face às unidades com suspensões "convencionais" é que o funcionamento é bastante melhor, com mais controlo e mais conforto simultaneamente. O sistema montado na GT segue esse preceito.


A posição de condução da BMW F800GT é excelente compromisso entre o conforto e as necessidades de ter "pulso" na direcção para quando se quer conduzir de forma mais empenhada. Na GT pode-se mudar o espírito com que nos dedicamos à condução num piscar de olhos, não nos vamos sentir limitados nem a pilotar de curva em curva montanha acima, nem a rolar descontraidamente, logo de seguida, numa estrada junto ao mar. A postura que assumimos, pelo menos para a minha estatura, é descontraída com o tronco direito "QB" e as pernas a assumirem uma curvatura bastante natural.

O assento é bastante estreito na zona frontal junto ao depósito, o que facilita os mais pequenos a chegarem com os pés ao chão, e alarga bastante na zona posterior para garantir um bom nível de apoio. A esponja utilizada tem a firmeza correcta, não deixando que nos "afundemos" assento dentro, mas garantindo que o apoio correcto em toda a área de contacto. A zona do passageiro, diferenciada, segue as mesmas características garantindo um bom nível de conforto.

As carenagens da F800GT são relativamente contidas, na realidade este é um modelo semi-carenado, mas a sua eficácia surpreende.

As carenagens frontais não chegam totalmente até abaixo e é realmente a zona inferior das pernas que mais sente a passagem do ar a velocidades mais elevadas. De resto as carenagens criam uma ampla zona de protecção muito boa em largura. No que respeita a altura algumas pessoas poderão achar "curta" na zona da cabeça, mas a solução é fácil de solucionar com a troca do ecrã por um mais elevado, que terá como reverso da medalha uma deterioração do aprumado comportamento da BMW F800GT em auto-estrada.


Publicado em 2013-04-11 21:04:00