Honda CB500F, comportamento

Grande facilidade de utilização, um motor alegre, suspensões firmes mas confortáveis e um sistema de travagem que oferece confiança, são alguns dos atributos que se destacam no comportamento da Honda CB500F.

130412_Honda_CB500F_8.jpg

O motor é muito suave, não passando praticamente vibrações a quem segue a bordo. É normal nestes motores bicilíndricos ter alguma vibração nos punhos e pés, mas esta nova unidade consegue ocultar na totalidade as provas dos seus movimentos internos. A resposta é franca, sem grande exuberância mas efectiva. Abaixo das 2500 rpm bate um pouco, o típico do bicilíndrico paralelo que é, e a resposta mais interessante começa a dar-se depois de ultrapassadas as 3500 rpm. Daí até quase ao corte de ignição a progressão é constante.

É um motor que nos leva a ter vontade de pilotar, de usar a caixa para o ter sempre na zona mais cheia da zona de funcionamento. E usar a caixa é um prazer, muito precisa e suave. A embraiagem acompanha este funcionamento com uma grande progressividade de actuação e pouca força na manete, que irá facilitar muito a vida dos utilizadores citadinos.

As suspensões têm um funcionamento firme em especial a unidade traseira. Não chegam a ser secas mas em algumas situações poderiam oferecer uma resposta mais suave às solicitações do mau piso. Por outro lado acabam por mostrar um bom controlo dos movimentos, garantindo a necessária capacidade de tracção e estabilidade em curva. A unidade frontal tem um funcionamento mais suave, sem cair em excessos. Ultrapassa sem dificuldades as irregularidades de piso mais pronunciadas e não afunda em demasia mesmo em travagens fortes.

A CB500F não usa sistema combinado de travagem pelo que quando se utiliza o travão dianteiro a solo, o peso "cai" todo sobre a frente, como nas motos "a moda antiga". Não existe sistema de repartição de travagem "CBS" mas os engenheiros desenvolveram um sistema de ABS, que estava montado na moto que testamos. Este é um sistema opcional, mas o seu funcionamento é bastante bom e o seu valor, 500€, é baixo o suficiente para justificar o investimento extra.


Publicado em 2013-04-24 11:04:00